[L] The Legacy of Brock

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[L] The Legacy of Brock

Mensagem por Spiceboy em 7th Maio 2011, 12:45 pm

Informações da Fic
Nome: THE LEGACY OF BROCK (O legado de Brock)
Autor: Diego Euzébio (aka SpiceBoy)
Gênero: Drama/Ação
Duração: 5 capítulos
Notas: A FanFic a seguir retrata fatos ocorridos na infância do personagem Brock da série animada Pokémon, todos os personagens e trademark da série pertecem a Nintendo/Creatures Inc., /Game Freak Inc., e estão sendo citados aqui apenas para efeito de livre-diversão, não visando nenhum fundo lucrativo.
Notas do autor: Não foi apenas uma escolha aleatória, sempre costumo escrever estórias baseadas no meu "eu" fictício no mundo no qual é empregado a escrita em meus conhecidos "SpiceBoy Journeys", mas dessa vez decidi começar diferente... como fã de cateirinha do personagem Brock irei tentar retratar uma parte desconhecida de sua vida, antes mesmo de chegar ao posto de líder de ginásio de sua cidade natal. Espero poder agradar aos fãs do personagem, e também aos fãs da série nas linhas a seguir, desejo a todos uma boa leitura (e espero mesmo! Já me desculpando por falhas de português e derivados que sei que irão encontrar ora outra xD). Vou dividi-la em cinco capítulos, dando alguns pulos no tempo para avançar os acontecimentos "previsiveis". Sem mais, enjoy...




Breve resumo: Brock é o mais velho de uma família de 10 irmãos, protetor e responsável, seu pai Flint decidira como muitos se tornar um Mestre Pokémon, ora outra deixando sua família para se aventurar por Kanto, sua mãe, atenciosa e graciosa, mostrando que Brock havia realmente puxado seu carater a ela. Um típico lar como qualquer outro, aventuras irão seguir contagiantes, e Brock irá descobrir um lado maravilhoso que seu pai havia descoberto a tempos, a magnifica visão do mundo Pokémon.



Capítulo 1 - O Protetor

"Óh! Que renomada cidade! Seu clima seco e rustico pode ser facilmente reconhecido aos pés da Montanha da Lua, o vento seco que corre por suas ruas é quase nulo e ao costume de seus moradores que já assimilaram suas vidas ao clima. Sim treinadores essa é Pewter, a famosa cidade das rochas! Que curiosidades podemos encontrar aqui? Sim, são muitas e em especial a grandiosa instalação nas suas limitações, o Museu de Kanto se localizava ali, descobertas vindas de diversos pontos do globo podiam ser contempladas no lugar, fósseis de Pokémons que viveram a milhares de anos, pedras raras e diversos outros itens, local onde alguns pesquisadores estudavam os DNAs de alguns fósseis que ainda se mantinham vivos após décadas! Com a filial situada em Cinnabar grandes mentes mirabolavam estratégias de recriar essas fascinantes criaturas, imagine! Mas bem, nosso foco principal por ora não é esse, e sim a essa simples casa, bem animada e movimentada por sinal, veremos o que podemos acompanhar do nosso personagem a partir deste ponto..."

- Parem de brigar Suzy e Tommy, Brock, me ajude aqui por favor! - Dizia a senhora enquanto tentava apartar dois de seus filhos, segurando uma bacia de mantimentos que misturava.
- Pode deixar mamãe, conhece essses dois...pode terminar o almoço! - se revela o pequeno Brock na cozinha apartando os dois irmãos - sem briga pessoal, ou querem ficar sem almoço hoje? Não estão vendo que a mamãe está cozinhando!
- Mas... mas... - resmungava o pequenino Tommy
- Venham, vamos brincar lá fora enquanto ela termina... - Segurava Suzy pela mão juntamente ao seu irmão
- Obrigado querido... - dizia mamãe enquanto voltava a preparar a comida

Brock era o mais velho dos 10 filhos da casa, sempre disposto a ajudar no que fosse preciso a sua mãe, já mal lembrava do rosto de seu pai, que a 2 anos saíra em sua jornada Pokémon apenas mantendo contato por cartas, dizia que não poderia voltar antes de trazer o título aos seus entes queridos e se sentiria envergonhado se voltasse com as mãos vazias e ter desperdiçado tanto tempo fora de casa.

Apesar disso, Brock e sua mãe levavam a vida contentes, mesmo com algumas dificuldades mamãe sempre se alegrava ao receber uma carta de Flint, e compartilhava as histórias que ele escrevia para seus filhos, Brock se animava juntamente com seus irmãos, mas não compreendia ao certo aquela sensação e motivo no qual fizera seu pai abandonar a familia, talvez um dia compreendesse, mas até lá, acreditava que era apenas mais um caso a parte...

- Hey pessoal, sem baderna! E sem sair andando por aí, o almoço vai ficar pronto em breve! - Diz Brock saindo pela porta da frente indo até o quintal deixando seus dois irmãos se juntarem aos outros que ai se divertiam na areia.
- Yolanda isso não é de comer! - Brock corre até sua irmãzinha que empunhava uma pedra quase levando a boca
- Timy para de atormentar a Tiffany , mamãe não gosta disso!
- Salvador...


Brock era mais que uma babá, um super irmão, super protetor, não descansava um só minuto para que sua mão fizesse seus afazeres.

O céu era belo no dia, Cindy e Billy ficam encantados com uma Butterfree que passa perto do quintal da casa, pousando sobre algumas flores ao solo, os dois se aproximam e ela levemente sobe aos ares, começa a se distanciar pela rota fora da estrada, logo entraria entre aquelas arvores que marcavam parte da Floresta de Veridiana. Cindy e Billy seguem a graciosa borboleta animados, queriam brincar com o Pokémon que nesse ponto se perdia dentro da floresta.

- Mano! Mano! A Cindy e o Billy!!
- Hun? O que foi Forest? O que tem a Cindy e Billy?
- Elas foram atraz da borboleta, e entraram lá! - Foreestres aponta com o pequeno braço para as limitações da floresta.
- Essa não... eu disse para eles não saírem daqui.... Forrest, você tem que cuidar dos outros, é o mais velho depois de mim, conto com você... vou trazer Cindy e Billy devolta - Brock entrega a pequena Yolanda aos braços de Forrest.
- Mas mano! O que eu digo para a mamãe!
- Não diga nada! Vou voltar logo! - Brock começa a ir na direção da floresta, mesmo pequeno ele corre rapidamente, estava preocupado com a segurança dos irmãos, logo desaparecera da visão de Forrest dentro das arvores

- Cindy, Billy! Onde estão vocês?! CINDY?! BILLY?!

Brock estava aflito, já se passaram 10 minutos depois que entrara ali e mesmo aos chamados não ouvia, nem avistava seus irmãos, adentrava mais e mais na floresta, mesmo com medo não recuaria, se ponhava na posição de seus pequenos irmãos, se ele mesmo estaria daquele jeito, imagine eles, sua voz baixa não ecoa muito, mas continua a gritar o nome de seus irmãos, até ouvir algo.

- Mano! Mano! - Brock escuta, olha para os lados e nada vê, tudo que nota de hora é a estrutura dos pés da montanha logo a frente, havia se perdido de qualquer rota de volta, começa a entrar pelos arbustos, o machucando, sua camisa se rasga em uma dessas passagens se mantendo ouvindo agoras os chamados mais fortes de seu irmão, se alivia ao avistar ambos a frente do pé da montanha, Cindy estava ajuelhada no chão, com uma das mãos ao braço, seu irmão olhava para ela e gritava por seu nome.

- Billy, Cindy!
- Mano! Mano! A Cindy !
- O que estão fazendo aqui, não disse para ficarem por perto!?
- Corre Brock até eles, quando se aproxima nota melhor a situação, Cindy estava com o braço direito inchado, parecia ter sido picada por algo, agora sim estava preocupado.
- Maninho... o bichinho... - Cindy dizia chorando, parecia estar doendo
- O que aconteceu Cindy? - Brock estava preocupado, se abaixa perto da irmã para ver melhor
- O pokémon.... - Billy aponta para mais ao lado entre os abustos, uma Weedle estava ali - Cindy foi brincar com ele depois que a borboleta foi embora, aí ele... ele picou ela... desculpa mano... - Billy dessa vez começara a chorar
- Billy, não chore... tudo vai ficar bem, não foi culpa de vocês... ele tbem devia estar assustado, por isso atacou... vamos embora, mamãe vai cuidar disso... - Brock se levanta, segura Cindy pela outra mão a levantando, ainda estava em prantos.

A idéia agora era voltar para casa, sua mãe saberia o que fazer para cuidae de Cindy, mas a situação estava para se tornar preocupante, Brock escuta alguns zunidos, quando se vira a Weedle que ali estava, dava lugar agora um Kakuna, nada grave, mas o que observava depois era aterrorizante, um grupo de Beedrills se aproxima, uma delas pega a Kakuna e parte, as demais, incontáveis pelos olhares ficam ali observando Brock e seus irmãos, não pareciam contentes. Brock calmamente segura a mão dos dois irmãos e tenta sair pelo lado, sendo barrados por mais algumas abelhas que surgem ali naquela direção.

"Essa não... era o que faltava..." pensara Brock, mesmo preocupado se mantinha firme, Billy e Cindy estavam assustados, já nem mais choravam, perplexos se agarravam a cintura do irmão, Brock observa, o braço de Cindy estava feio, não podia ficar ali, mas tbem não teria como correr, pequenos, facilmente seriam pegos pelos pokémons selvagens.

Estavam ali sozinhos, prestes a serem atacados pelo grupo de Beedrills selvagens, Brock se mantinha a frente de seus pequenos irmãos, abraçava-os e permanecia com seu corpo a frente, protegeria seus irmãos a qualquer custo, as Beedrills estavam logo a sua frente, o som de suas asas era destacado no momento.

- Estou com medo mano... - disse a pequena Cindy chorando, amedrontada pela situação.
- Não se preocupe Cindy, vai ficar tudo bem... - Brock, mesmo com medo se mantinha firme ali, não queria se mostrar assustado e piorar ainda mais as coisas.

O pior estava para acontecer, uma das Beedrills avança contra os jovens trazendo consigo o movimento de todas as outras, sevagens, estavam prontas para atacar sem piedade. Brock observa aquilo, abraça forte seus irmãos e fecha os olhos, não havia o que fazer naquela situação a não ser proteger eles... mas algo ocorre, uma das rochas próximas deles se move, rapidamente como se fosse jogada é atirada contra a primeira Beedrill que é acertada em cheio, ela cambaleia no ar e cai ao chão, para depois tentar se levantar e ver aquilo que a havia acertado, as outras recuam um pouco vendo aquilo.

Brock e seus irmãos permaneciam com os olhos fechados, Brock estranha pois naquela altura já deveria ter sido atingido, lentamente abre os olhos e olha para o que havia acontecido, mais a sua frente a Beedrill caida, não muito longe dele ao chão uma sombra, ao direcionar seu olhar para cima ele nota a figura, a rocha, robusta, flutuando a sua frente, dois braços aparentes saiam da rocha, não demorara muito para identificar aquilo; Sim, um Pokémon.

- Um... um Geodude... - Disse Brock supreso, observava a figura que lhe havia salvo de momento, o Pokémon se vira, cruzando olhares com o garoto, assim permanecendo por alguns instantes em transe, aquilo ficaria marcado para sempre na memória de ambos.
- O... obrigado...
- Geo... - Respondia o Pokémon sutilmente, balançando de leve sua cabeça.

Geodude se vira, o grupo de Beedrills não parecia mais calmo após o incidente, muito pelo contrário, a Beedrill ao chão se levanta batendo sua asas e agora o grupo vai para cima do Pokémon rochoso, ele desvia da primeira investida, seu corpo ao ar flutuando por algum motivo inexplicável, tão agil e veloz como uma pássaro, a passagem do pokémon selvagem quase acerta Brock, mas Geodude o havia segurado por um dos ferrões enquanto havia feito o movimento de esquiva, gira seu corpo junto ao adversário e o lança ao chão perto das outras Beedrills que avançam de duplas contra ele, Geodude desviava, ora outra defendendo as investidas com os braços, mostrando que os furiosos ferrões das abelhas não eram tão poderosos ao seu tipo, revezando entre socos e arremessos Geodude vai aos poucos desmanchando o grupo selvagem, Brock olhava maravilhado pelo poder daquele Pokémon, nunca havia visto algo tão impressionante, nesse momento o jovem já estava de pé, cerrava seu punhos observando empolgado com o combate que seguia a sua frente. Sentia o sangue correr por suas veias forte agora, aquela sensação... sim "aquela sensação", seria esse o motivo que seu pai havia deixado sua casa e ter corrido atraz?

- Geodude, cuidado! Atraz de você! - Gritou Brock lançando uma de suas mãos para o lado tentando alertar Geodude
Geodude se desvia do ataque que o acertaria por traz, segura firme o ferrão daquela Bredrill, apanha o outro encarando a abelha segurando forte ambos, mostrando sua força ele os quebra, a Beedrill recua, assim como as que ainda conseguiam voar ali, começam a recuar para o meio da floresta como algumas já haviam feito, a vitória eminente, Geodude ficara ali, esperando que todas fossem embora antes de sair de perto do grupo, e assim o faz e quando todas se vão ele se vira para o garoto, novamente cruzam seus olhares, Brock sorri e logo percebe o pior da situação, seus irmão ainda estava ali.

Rapidamente ele se vira, com a ajuda de Billy coloca Cindy em suas costas e começa a correr novamente para fora da floresta, mas antes para frente a Geodude o reverenciando de leve o agradecendo mais uma vez, logo começa a correr junto ao seu irmão seguia rumo a fora da floresta se alegra ao avistar a sua casa, sua mãe estava a porta, avista eles e corre em sua direção recolhendo Cindy, Brock tentava explicar a situação mas o mais importante era o estado de Cindy, sua mãe pega a filha e segue para dentro da casa, Billy adentra e Brock segue atraz, para na porta e olha para a floresta, avista ali o Pokémon que o havia seguido dando proteção, Geodude se mantia flutuando ao portão da casa e Brock o observa parado, os olhares ainda se mantinham cruzados, aquela ligação não fora por acaso. Brock lentamente segue até o pokémon o olhando.

- Você nos seguiu... eu agradeço por sua proteção, não sei o que faria se algo acontecesse - Brock diz baixando a cabeça
- Geo... - Geodue sutil diz, apoiando uma das mãos nos ombros do pequeno Brock
- Você acha? Eu faria de tudo para protege-los naquela situação... mesmo... - Brock o olhava, de uma forma ou de outra compreendia o que o pokémon lhe diz
- Geo! - Geodude faz uma pose, mostrando seu corpo, Brock sorri
- Muito obrigado!

- Parece que tem um novo amigo querido... - Sua mãe se aproxima sorrindo, se abaixa perto de Brock
- Ma....mamãe... esse é Geodude, ele nos ajudou na floresta... mas e Cindy? Como ela está?
- Não se preocupe querido... ela vai ficar bem, nada que umas gotas de antitodo não resolve, afinal não foi muito forte... - O olhar de sua mãe era acalmante, assim como sua voz
- Geo!
- Sim, obrigado a você tbem Geodude, Billy me contou sobre como ajudou meus filhos

- Geodude.... - Geodude leva uma das mãos atraz da cabeça, parecia envergonhado de certa forma
- Brock, tenho algo para você.... se Geodude concordar.... - Sua mãe coloca a mão dentro do avental retirando algo, estendendo na direção de Brock - Cedo ou tarde esse dia iria chegar, quando o vejo, vejo o rosto de seu pai...
- Uma.... pokebola....
- Geodude!
- Posso...?
- Brock estendia a mão até a pequena esfera na mão de sua mãe
- É sua escolha querido...
- Geodude! Geodude!
- Geodude flutuava envolta dos dois, observava Brock colhendo a pokebola das mãos de sua mãe
- Certo! - Brock segurava a pokebola, e um leve toque faz com que a mesma ganhe a forma de ação, Brock quase não consegue a segura-la com uma mão só mas o faz, observa Geodude que para a sua frente.
- Vamos lá Geodude! Pokébola! - Brock gira o pequeno braço, mesmo sem muita força consegue lançar a pokebola contra Geodude o acertando, ela quica e se abre, logo o pokemon rochoso se envolve em uma aura vermelha, se desfazendo no ar até ser sugado para dentro da pokebola que se fecha caindo ao chão mais a frente de Brock, ela balança em dois movimentos leves para parar ali quieta.

Brock olhava maravilhado, sabia o que aquilo significaria dali para frente, sua mãe sorri quando vê o garoto correndo até a pokebola a pegando, Brock começa a saltitar de alegria observando a captura de seu novo amigo. Ela tosse, levando a mão a boca por alguns instantes, observa a mão e olha triste leva para dentro do avental e se levanta, voltando a sorrir para seu filho.

- Vamos Brock... o almoço está pronto...


CONTINUA...

Próximo Episódio: "Superando os obstáculos da vida!"

Spiceboy
Iniciante
Iniciante

Masculino Número de Mensagens : 3
Idade : 31
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/05/2011


Pokémon
Nome:
Espécie:
Gênero:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [L] The Legacy of Brock

Mensagem por Thiago.345 em 23rd Maio 2011, 2:14 pm

Demais essa sua fic mas podia melhorar mas com batalhas pokemons etc.. O resto ta perfeito continue assim

Thiago.345
Treinador
Treinador

Masculino Número de Mensagens : 109
Idade : 16
Localização : Brasil
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/01/2011


Pokémon
Nome:
Espécie:
Gênero:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum